Pais pedem mais atenção, segurança e brinquedos novos à Praça Infantil de Tapes

Publicado por bira costa em 23/01/2017 às 17h16

Redação Online/Fotos: Bira Costa

Um acidente com uma menina no último domingo despertou olhares sobre as condições dos sete aparelhos existentes no espaço de lazer do centro da cidade

pracinha de tapesUm dia depois do acidente que deixou uma menina de sete anos ferida na cabeça, após cair de um aparelho, a escada horizontal, junto à Praça Rui Barbosa, no Centro de Tapes, pais cobraram por mais segurança ao local.

A reportagem do Portal Online Comunicação e Jornalismo conversou na tarde da segunda-feira (23), com alguns pais, que junto de seus filhos usavam um dos sete aparelhos infantis do espaço infantil.

Flagramos, sobretudo, brinquedos, todos de ferro com pintura descascada, correntes envelhecidas, balanços com assento quebrados, expondo parafusos e pínus à amostra, faltando outros módulos, correntes retorcidas, num espaço muito amplo que poderia abrigar outros brinquedos mais rústicos e de menor potencial à integridade física dos usuários.pracinha de tapes

Para a fisioterapeuta e turista de Farroupilha, Daiane Giacomet, mãe de uma menina de cinco anos, a pracinha é bonita, bem localizada, contudo, como em qualquer espaço público, neste aspecto, precisaria ter uma atenção bem maior.

Sugestões à praça

Segundo a turista, o caso envolvendo o acidente com a menina, no domingo (22), tem elementos que vão desde a manutenção dos aparelhos infantis aos cuidados dos pais e responsáveis pelos menores.

pracinha de tapesA respeito do piso de cimento, em todos os sete aparelhos da pracinha, a fisioterapeuta avaliou como sendo mais um fator de risco no lazer das crianças, em espaços públicos como este.

“Mas a manutenção deve ser mais permanente, em função do material existente aqui, todo de ferro, o piso de cimento também é um destes riscos, mas há outros”, considerou.

Daiane Giacomet sugeriu, inclusive, que no espaço, fossem adequados brinquedos de acordo com a idade de cada criança, alguns de plásticos, por exemplo, além de colocar outros aparelhos “pois há muito espaço vago”, sinalizou.

Por fim, denunciou às más condições dos sanitários públicos, insalubres ao uso humano, sobretudo, de uma criança.

 Já a jovem, Josi Gorziza, mãe de um menino de cinco anos, apontou como maior perigo às crianças na pracinha, o piso de cimento.

Disse que seu filho, mesmo sob sua atenção, já teve escoriações em braço e pernas, decorrente do impacto com o solo sob os aparelhos.

pracinha de tapes

“Os responsáveis precisam ter mais atenção com os brinquedos também, assim, como os pais sobre seus filhos, durante o tempo em que permanecem na pracinha; qualquer brinquedo pode ser perigoso”, afirmou a jovem mãe.

Ela sugeriu que, em lugar do piso de concreto, fossem colocadas gramas ou mesmo areia fina, um risco menor de traumas, num eventual acidente.

“Eles precisam cuidar melhor da Praça Municipal, revisar os aparelhos, pois muitos já estão precários e perigosos”, criticou.

Num espaço público que já serviu de lazer a muitas pessoas da cidade e visitantes, hoje adultos, a Pracinha Infantil de Tapes, a mesma dos últimos 40 anos, já merecia ser vista com bons olhos, porque por ali se passaram e vão passar gerações de crianças que terão na mente a saudosa lembrança de brincar sob o olhar da Padroeira de Tapes.     

 

 

Categoria: Educação & Cultura
Tags: Brinquedos, Desporto e Lazer, online, Praça Rui Barbosa, Tapes

Enviar comentário

voltar para Notícias

left normalcase show fsN tsN fwR|left tsN fwB b03s bsd|left fwR show tsN center|c05||image-wrap|login news b01 fwB tsN fwR tsY c10 bsd|normalcase tsN c05 sbss|normalcase c10|login news b01 normalcase c05 c10 bsd|tsN normalcase c05 sbss|signup|content-inner||