Exposição de animais empalhados e Caravana Cultural do Mirim

Publicado por Bira Costa em 10/06/2015 às 10h00

Fonte: Amanda Montagna/STE

Meio AmbienteUma exposição que provocou olhares curiosos, intrigados e até desconfiados marcou o início das comemorações da Semana do Meio Ambiente realizadas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), por meio da Gestão Ambiental (STE S.A.) das obras de duplicação da BR-116/RS e BR-392.

A equipe apresentou ao público uma parte do acervo de animais taxidermizados (empalhados) do Museu de História Natural da Universidade Católica de Pelotas (UCPel).

Aves, mamíferos e répteis característicos do Bioma Pampa foram expostos com o objetivo de alertar para a necessidade de preservação das espécies que vivem na região de Guaíba a Rio Grande.

A atividade ocorreu nos dias 1º de junho, no Paradouro Grill, em Cristal; e no dia 2, no Restaurante Renosto, em São Lourenço do Sul.

Adultos e crianças não resistiram à oportunidade de ver de perto alguns animais silvestres como o gato-do-mato-grande, mamífero que está na categoria “vulnerável” da lista de espécies ameaçadas do Rio Grande do Sul.

O atendente Gabriel Rodrigues Peglow conta que já avistou o felino nas matas do município de Cristal. “Não sabia que estava sendo extinto, acho que falta educação para as pessoas”, avaliou.

Estavam expostos também exemplares do carcará, lagarto teiú, tigre-d’água, mão-pelada e o frango-d’água. Neuza Garcia viajava de Porto Alegre para o Sul do Estado e parou para conhecer um pouco mais destes representantes da fauna local.

“Leio muito e me interesso pelos animais, por isso me chamou a atenção. É importante esse trabalho de divulgação”, comentou. Ela levou para casa material informativo e educativo, como o gibi da BR-116/RS e o jogo da memória da BR-392.

Para conhecer mais sobre a fauna regional é possível visitar o museu da UCPel, que conta com mais de 35.000 espécimes, entre invertebrados e vertebrados, com representantes de todos os grandes grupos taxonômicos.

Abriga, conserva e expõe coleções zoológicas e botânicas desde 1997. O local funciona de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 11h30 e das 14h às 18h30. Endereço: sala 219, prédio C, campus I (Rua Gonçalves Chaves, 373, Centro – Pelotas).

Caravana e desfile do Mirim no Passeio Ecológico

Projeto itinerante de educação ambiental do DNIT, por meio da Gestão Ambiental (STE S.A.) das obras de duplicação da BR-116/RS, a Caravana Cultural do Mirim foi uma das atrações da Semana do Meio Ambiente promovida pela Prefeitura de Camaquã.STE

No dia 03 de junho, na Praça Zeca Netto, a programação contou com teatro de bonecos, biblioteca infantil, hora do conto, cineminha no ônibus da empresa Planalto e distribuição de material informativo.

Já o município realizou amarração de orquídeas, feira de adoção de filhotes e o Passeio Ecológico, que percorreu ruas centrais e contou com a presença do Mirim (mascote da Gestão), alunos, professores e integrantes do grupo Maturidade Ativa do SESC.

O grupo de contação de histórias do Instituto Federal Sul-Riograndense (IFSUL), formado em março deste ano, apresentou ao público uma narrativa sobre separação de resíduos e reciclagem.

De acordo com a coordenadora da iniciativa, professora Sandra Salenave, o objetivo do grupo é incentivar a leitura na comunidade por meio de temáticas diversificadas.

“O cuidado com o meio ambiente deve ser lembrado todos os dias para que no futuro não nos faltem recursos”, explica.

Morador de Dom Feliciano, o pequeno Gabriel Lopes Blumberg, de 5 anos, parou nos estandes da Caravana para ler, desenhar e se encantar com o teatro de bonecos “Mirim e a Gestão Ambiental da BR-116/RS”.  Após a exibição, ele contou o que aprendeu com o tamanduá-mirim e a sua turma.

“Aprendi que não se deve jogar lixo na rua e que lugar de criança não é perto da obra”, afirmou. A secretária do Meio Ambiente de Camaquã, Isabel Mendes Garcia, salientou que a cidade desenvolve ações de educação ambiental há 15 anos e vem colhendo os frutos de uma geração melhor preparada para os desafios no setor.

“Sempre trabalhamos com a conscientização. Entendemos que é preciso trabalhar o agora pensando no futuro, mas que também é necessário fazer mais no presente para vivenciarmos a questão da qualidade ambiental no município”.

Categoria: Meio Ambiente
Tags: DNIT, Meio Ambiente, online, STE, Tapes

Enviar comentário

voltar para Notícias

left normalcase show fsN tsN fwR|left tsN fwB b03s bsd|left fwR show tsN center|c05||image-wrap|login news b01 fwB tsN fwR tsY c10 bsd|normalcase tsN c05 sbss|normalcase c10|login news b01 normalcase c05 c10 bsd|tsN normalcase c05 sbss|signup|content-inner||