Guaíba protesta contra implantação de presídio semiaberto

Fonte: Jornal Gazeta Centro Sul

Foto: LA/Gazeta

guaibaNa semana passada, a Gazeta Centro-Sul publicou reportagem exclusiva sobre a intenção do Governo do Estado de implantar quatro unidades de presídio semiaberto em Guaíba, integrando o Plano de Segurança do Executivo Estadual, anunciado pelo governador José Ivo Sartori no dia 30 de junho.

A notícia teve importante repercussão negativa no Governo Municipal, na Câmara de Vereadores e na comunidade local.

A Câmara aprovou Moção de Protesto, que foi enviada ao Governo do Estado, Assembleia Legislativa e Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe).

Muitas manifestações contrárias foram postadas na página da Gazeta no Facebook, além de várias mensagens enviadas à Redação do Jornal por e-mail.

Reação do Prefeito

Na quarta-feira, 6, o prefeito Henrique Tavares e uma comitiva de guaibenses estiveram reunidos com o secretário Estadual da Segurança Pública, Wantuir Jacini, manifestando a contrariedade do Município em relação à possibilidade de implantação do semiaberto.

O prefeito mostrou a reportagem da Gazeta Centro-Sul, ressaltando também o Editorial, e ratificou que Guaíba já deu a sua colaboração quando aceitou as penitenciárias feminina (em atividade) e masculina (em construção) no regime fechado. “Semiaberto a Cidade não aceita”, enfatizou Henrique Tavares.

Em nota, a assessoria do prefeito informou que o Secretário Wantuir se comprometeu com o cancelamento do projeto em relação a Guaíba. Ele admitiu que não tinha a informação de que o Município era contrário.

Susepe confirma estudo

Essa semana, a Gazeta Centro-Sul questionou a Susepe sobre os desdobramentos do encontro entre o Prefeito Henrique e o Secretário Jacini. O Órgão Governamental enviou nota, que segue na íntegra.

“As informações que constam no Plano de Segurança são dados preliminares sobre as construções, sendo que, o projeto de um estabelecimento prisional Padrão-Regime Semiaberto com capacidade de 152 vagas está em fase final de elaboração pelo Departamento de Engenharia Prisional. Os locais a receberem essas obras ainda terão que ser submetidas a diversas análises, desde as aprovações e licenciamentos junto aos municípios.

Com relação ao Plano anunciado pelo Governo, que prevê construção de seis unidades, com 152 vagas cada uma, em princípio, 4 unidades em Guaíba (de semiaberto) e 2 em Charqueadas, esta Superintendência vai providenciar com celeridade a efetivação de tais projetos.”

 

 

Tags: online, Prefeito Henrique Tavares, Prefeitura de Guaíba, Presídios, Tapes

Enviar comentário

voltar para Guaiba

left normalcase show fsN tsN fwR|left tsN fwB b03s bsd|left fwR show tsN center|c05||image-wrap|login news b01 fwB tsN fwR tsY c10 bsd|normalcase tsN c05 sbss|normalcase c10|login news b01 normalcase c05 c10 bsd|tsN normalcase c05 sbss|signup|content-inner||