Tricolor faz 1 a 0 no Nacional na sua estreia pelo Grupo 6

Publicado por Bira Costa em 14/02/2014 às 13h52

Tricolor faz 1 a 0 no Nacional na sua estreia pelo Grupo 6

Fonte: http://www.gremio.net/news/view.aspx?id=17088&language=0&news_type_id=4

GrêmioPRIMEIRO TEMPO:


O Tricolor começou o jogo com uma forte marcação inibindo a iniciativa dos donos da casa. Mostrou não se intimidar com a pressão dos 20 mil torcedores que lotavam o Gran Parque Central.

A primeira chegada foi brasileira aos 9 minutos: Rhodolfo começou a jogada no campo de defesa lançando Barcos, na esquerda. Ele deu nas costas da zaga para Riveros, que cruzou. Luan, no segundo pau, pegou de primeira, mas mandou muito alto.

Os uruguaios responderam forte dois minutos depois: De Pena pegou uma sobra na entrada da área e mandou de primeira, buscando o canto direito. Marcelo Grohe se esticou, mas a bola passou perto do poste.

Aos 20 minutos, outra vez De Pena de longa distância. Ele tentou na primeira vez, mas só no rebote conseguiu concluir. A bola subiu demais e Grohe apenas acompanhou no centro da meta.

Apesar de um certo domínio das ações do Nacional, o Grêmio se mantinha tranquilo e bem postado dentro de campo.

Aos 27 minutos, Zé Roberto tabelou com Barcos na entrada da área e soltou a bomba. O goleiro Munúa defendeu no susto, espalmando pra cima. Le Pena tabelou com Alonso dentro da área, pela direita, e conseguiu o chute. Mais uma vez por sobre o travessão de Marcelo Grohe.

Seis minutos depois, outra boa chegada do Tricolor: Luan recebeu na frente da área e deu por cima da zaga achando Ramiro, na direita. Ele chutou mascado e a bola acabou ficando tranquila para o goleiro Munúa.

Aos 35, o Nacional quase abriu o marcador: Álvarez cruzou da direita buscando a cabeça de Alonso, na marca de pênalti. O atacante levou a melhor e acabou fazendo o passe para Cruzado, na esquerda. Ele chutou forte e a bola passou rente ao poste esquerdo de Marcelo Grohe.

Foi a melhor chance do Nacional até então e o último lance relevante dos primeiros 45 minutos.


SEGUNDO TEMPO:


As duas equipes retornaram para etapa final sem modificações e o Nacional demonstrou, desde cedo, querer fazer prevalecer o fator local.

Logo no primeiro minuto, após cobrança de descanteio da direita sobre a área gremista, Scotti desviou de cabeça, mas Marcelo Grohe fez grande defesa no canto esquerdo. Ele foi atrapalhado pela presença de um atacante uruguaio, mas conseguiu evitar o gol. Que perigo.

Mas o ímpeto inicial com que o Nacional começou a etapa final foi aos poucos arrefecido pelo toque de bola de qualidade do Grêmio. De pé em pé e com tranquilidade, o Tricolor igualou as ações e passou a dominar.

Aos 20 minutos, Zé Roberto deu para Barcos, na esquerda, ao lado da área. O Pirata abriu espaço, mas concluiu com pouca força. Munúa fez a defesa.

Estava surgindo o primeiro gol gremista!

Ele veio aos 23 minutos após uma grande jogada outra vez: com a bola de pé em pé, Ramiro recebeu na direita, ao lado da área, e cruzou com qualidade, no segundo pau. Lá estava Riveros, que meteu a cabeça no ângulo direito de Munúa! Golaço!
Grêmio 1 a 0!

Os 600 torcedores gremistas no Parque Central cantavam mais alto que os 20 mil uruguaios.

O gol colocou justiça no marcador e fez o Grêmio crescer ainda mais dentro de campo. Tanto que, em dois lances na sequência, poderia ter ampliado. No primeiro deles, Barcos foi lançado sozinho, entrando pela direita. Ele invadiu a área, mas foi desarmado quando tentou driblar o marcador. No segundo, Riveros pegou a sobra na entrada da área, pela direita, e acertou a rede pelo lado de fora dando um susto em Munúa.

Perdido em campo, o Nacional mudou em três posições na tentativa de uma pressão no final para buscar pelo menos o empate.

Enderson Moreira deu o troco colocando Léo Gago no lugar de Ramiro aos 40 minutos.

Em sua primeira participação, Léo Gago cobrou falta de muito longe. A bola ficou com Luan no meio do caminho. Ele conseguiu girar, mas mandou pela linha de fundo. Quase o segundo!

Léo Gago teria uma participação fundamental aos 43 minutos: após cobrança de escanteio da direita sobre a área gremista, o atacante uruguaio ia empurrando para dentro do gol, mas Léo Gago salvou sobre a linha.

Os minutos finais foram de intensa pressão, mas o Tricolor soube segurar e garantir a grande vitória em sua estreia na Libertadores.

Agora o Tricolor tem dois jogos na sequência dentro de casa contra Nacional de Medellín e Newell´s Old Boys.

Categoria: Grêmio
Tags: Grêmio, Libertadores, Nacional, online, Tapes

Enviar comentário

voltar para Esporte

left normalcase show fsN tsN fwR|left tsN fwB b03s bsd|left fwR show tsN center|c05||image-wrap|login news b01 fwB tsN fwR tsY c10 bsd|normalcase tsN c05 sbss|normalcase c10|login news b01 normalcase c05 c10 bsd|tsN normalcase c05 sbss|signup|content-inner||